Assistente Social de CT filiada à FEBRACT-RS apresenta trabalho sobre o Papel do Assistente Social na CT e contesta o relatório do CFESS contra as CTs

O agora Assistente Social Lucimar José Dapper, membro da equipe da CT Fazenda Renascer de Novo Hambrugo, RS, filiada à FEBRACT, apresentou o seu TCC junto a Eduarda Maria Kunzler Jost, intitulado A ATUAÇÃO DO ASSISTENTE SOCIAL NA COMUNIDADE TERAPÊUTICA.

Neste trabalho Lucimar e Eduarda descrevem com excelência as funções principais do Assistente Social neste consagrado equipamento que é a Comunidade Terapêutica, e também corajosamente tecem críticas contestações ao relatório que o CFESS – Conselho Federal de Serviço Social publicou ano passado criticando de forma irresponsável e distorcida as CTs do Brasil.

Abaixo o resumo do trabalho, e no link o arquivo para download.

O presente trabalho tem como objetivo identificar as demandas e os desafios encontrados pelo profissional Assistente Social dentro das Comunidades Terapêuticas, instituições sem fins lucrativos destinadas ao tratamento de adultos de todas as idades dependentes químicos. Além disso, apontamos o equívoco citado no relatório do CFESS/CRESS março de 2018 e desvendamos o programa de tratamento da Comunidade Terapêutica. Utilizou-se a investigação bibliográfica, como metodologia da pesquisa, bem como, nossas vivências do estágio supervisionado. Enfim, findado este trabalho de conclusão de curso, relata-se que a 10ª região possui Assistentes Sociais com vínculo empregatício nas Comunidades Terapêuticas, atuando de forma efetiva frente as demandas encontradas neste espaço de trabalho.
Palavras – chaves: Substâncias Psicoativas. Comunidade Terapêutica. Assistente Social.